Cuidados com o manuseio de dinheiro no PDV

Praticidade Mai 11, 2021

Moedas e cédulas circulam por muitas mãos diariamente. Por isso, existem vários cuidados com o manuseio de dinheiro no ponto de venda que todo operador precisa tomar, principalmente durante a pandemia do coronavírus.

Mesmo com a vacinação já iniciada no Brasil, ainda levará algum tempo para que toda a população esteja completamente imunizada e livre do vírus. Por isso, é essencial todos redobrarmos os cuidados e hábitos de higiene, principalmente os para profissionais que atuam no atendimento direto com o cliente recebendo pagamentos em dinheiro.

Para além de fechamento de compras, recebimento de pagamentos e contagem de troco, os operadores e fiscais de caixa, por exemplo, também precisam lidar com outras atividades obrigatórias no varejo físico que envolvem o manuseio do dinheiro físico e que necessitam ser realizadas para evitar futuramente “dores de cabeça” e prejuízos. Essas atividades muitas vezes incluem desde conferir a autenticidade do dinheiro, até a contagem de cédulas e moedas, por exemplo.

Dicas e cuidados com o dinheiro

Primeiramente, é importante ressaltar que os cuidados com o manuseio de dinheiro no PDV devem ser tomados não apenas em épocas de transmissão de vírus, mas sempre, a fim de evitar a propagação de qualquer tipo de doença, já que cédulas e moedas são constantemente manuseadas. Só para você ter uma ideia, os microrganismos podem sobreviver até 28 dias em cédulas e moedas.

Confira algumas dicas para garantir mais proteção no dia a dia da sua loja, como também, para obter ainda mais agilidade operacional em pagamentos e recebimentos.

Prefira o álcool em gel às luvas

Pelo fato de não estarem em contato direto com o dinheiro físico, é comum que as pessoas ainda acreditem que as luvas são mais seguras na hora de lidar com o dinheiro. A verdade, porém, é que elas acabam abrindo margem para descuidos.

É comum que as pessoas esqueçam de trocar as luvas no momento certo ou, até mesmo, abusem dessa suposta proteção.

Por isso, o ideal é sempre preferir a higienização com álcool em gel 70% a cada contato com as cédulas. Assim, você terá a certeza de que higienizou bem suas mãos, tanto antes quanto depois que manusear as cédulas os ou moedas.

Além disso, é válido lembrar que é sempre recomendado higienizar constantemente o balcão de atendimento e equipamentos usados constantemente, como as maquininhas de cartão.

Além dos cuidados básicos com a higienização das mãos e dos demais locais de contato com o dinheiro, é possível adotar outros cuidados que ajudam no manuseio de dinheiro no PDV. Confira.

Utilize sistemas de conciliação automática nas transações

Essa é uma dica que vale tanto para aumentar a proteção sanitária do seu negócio como também para garantir mais segurança financeira.

Os sistemas que fazem a conciliação automática das transações são melhores opções porque reduzem os pontos de contato do operador. Como toda a operação durante a transação funciona de maneira automatizada, não há necessidade de tocar diversas vezes em blocos, notas, cartões, teclados e telas diversas vezes seguidas.

Além disso, os sistemas de conciliação automática também otimizam o fechamento de caixa. Como os lançamentos são feitos automaticamente, há muito mais agilidade no processo e também de erros de contabilização.

Evite sangrias de caixa

A sangria de caixa é um procedimento comum no varejo físico, mas que gera prejuízos para a empresa. Por isso, sempre que possível, deve ser evitado na rotina do negócio.

Inclusive, neste artigo, falamos sobre algumas dicas para reduzir as sangrias no varejo.

Além do tempo perdido na operação e na recorrência de erros na contagem de dinheiro, a sangria de caixa também exige a contagem manual de todo o dinheiro do caixa antes dele ir para o malote e, então, seguir o seu fluxo pelo varejo.

Esse procedimento aumenta as chances de contaminação de operadores e fiscais de caixa, já que manuseiam o dinheiro com ainda mais frequência.

Dessa forma, uma das dicas é evitar as sangrias através da circulação do dinheiro no seu negócio, ao investir em tecnologia e soluções que possibilitem saques no ponto de venda, por exemplo. Assim, você evita o acúmulo de grandes quantias no caixa e otimiza a gestão de numerários.

Elimine hábitos que possam aumentar os riscos

Outro cuidado essencial com o manuseio de dinheiro no PDV, tanto no aspecto sanitário como no financeiro, é eliminar os hábitos que aumentam os riscos, tais como:

  • Coçar os olhos enquanto conta o dinheiro;
  • Lamber os dedos para contar cédulas;
  • Arredondar o troco para cima, pois não há moedas suficientes para troco;
  • Oferecer balinhas, chicletes e bombons como troco;
  • Deixar o caixa acumular grandes quantias de dinheiro.

Todos esses hábitos afetam, de alguma forma, a rotina da sua loja. Seja aumentando o risco de contaminação com cédulas e moedas ou abrindo margem para furos no caixa.

Por isso, o ideal é deixar esses hábitos de lado e investir na implementação de procedimentos mais modernos e que possam oferecer mais comodidade para o operador de caixa. Assim, você tornará a sua loja mais segura e o atendimento mais ágil.

Cuide do armazenamento do dinheiro

Esse é um cuidado que muita gente deixa de lado, mas que é igualmente importante. O armazenamento correto do dinheiro é importante tanto para evitar contaminações, como para preservar as cédulas e moedas.

Por exemplo, se você usa malotes de tecido para transferir o dinheiro do caixa para outro local, na hora da sangria, é importante higienizá-los periodicamente. Afinal, eles acabam tendo mais contato com várias mãos, uma vez que passam pelo operador de caixa, gerente, profissional da transportadora de valores e outras pessoas envolvidas nessa logística.

Caso você adote esse tipo de estratégia na sua gestão de numerários, o melhor é optar por sacos plásticos com fechamento hermético. Eles são mais fáceis de serem higienizados além de oferecerem mais segurança.

Já em relação às cédulas e moedas, é importante sempre deixá-las em um ambiente seco e livre de umidade excessiva. Ambientes úmidos demais podem aumentar as chances de proliferação de microrganismos.

Busque alternativas para o dinheiro físico

Por fim, uma das melhores dicas é investir em alternativas para o dinheiro físico no seu negócio. Assim, é possível evitar o contato com cédulas e moedas e obter mais agilidade para o seu negócio.

A Sled Troco, por exemplo, ajuda a evitar o contato desnecessário com o dinheiro no PDV. A solução disponibiliza o troco de forma digital diretamente no CPF do cliente.

O processo da solução é muito simples: o operador de caixa precisa apenas oferecer para o cliente a opção de troco digital antes de finalizar a compra. O cliente, por sua vez, informa o CPF e automaticamente o troco é transferido.

Posteriormente, o cliente tem a possibilidade de usar esses créditos para fazer novas compras, estimulando assim a fidelização dos seus consumidores.

Nunca foi tão fácil trazer mais segurança para o seu negócio, não é mesmo?

Quer reduzir os riscos do dinheiro no seu negócio? Então aproveite para falar com nossa equipe e veja como é simples implementar a Sled Troco no seu negócio.

Assuntos

Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Ótimo! Agora, complete o checkout para acesso completo.
Bem-vindo novamente! Você fez login com sucesso.
Successo! Sua conta foi ativada, agora você tem acesso a todo o conteúdo.