Redução de custos no varejo: três dicas para fechar os ralos de dinheiro no seu negócio

Economia Out 28, 2020

As vendas no varejo brasileiro têm crescido constantemente, deixando para trás a desconfiança dos consumidores e dos próprios lojistas em relação à economia do país.

Mas seja em tempo de crise, seja em tempo de bons resultados, uma coisa nunca muda: a redução de custos no varejo é o objetivo de todo dono de negócio.

Por conta da rotina corrida, muitos empreendedores não tem tempo ou jogo de cintura para se dedicar ao planejamento e ao acompanhamento dos resultados da empresa. E com isso muitas oportunidades valiosas são perdidas.

Mas existem alguns hábitos simples e fáceis que todo empreendedor pode adotar para garantir a redução de despesas e ainda otimizar o dia a dia na loja.

Como alcançar a redução de custos no varejo

Existem diversas formas de reduzir os custos neste setor.

Mas para que você não perca tempo e comece a melhorar seus resultados com rapidez, reunimos três dicas práticas que podem ser adotadas hoje mesmo. Confira!

1 - Capriche no controle do estoque

A palavra-chave para o sucesso no varejo são as vendas. Por isso o controle do estoque é fundamental para negócios do varejo. Afinal, sem produto no estoque, sem venda, certo?

Imagine o caso de uma verdureira: se as melancias estão em falta, ela deixa de vender para o cliente e perde o dinheiro de uma possível venda. Já se o volume de melancias entregue pelo fornecedor é muito grande, as frutas começam a estragar e, mais uma vez, a verdureira perde dinheiro.

Em alguns casos, a falta de controle sobre o estoque pode até impactar na satisfação do cliente. Basta pensar naquelas situações em que o consumidor liga ou manda mensagem para a loja para ver se o produto que procura está disponível.

Cuidar do seu estoque é o primeiro passo para reduzir custos.

Se ele chegar no local e a mercadoria não estiver disponível, é provável que ele fique "bemmm" insatisfeito. Ou seja, além de perder o dinheiro da venda, é possível que você também perca potenciais clientes.

Nesse sentido o controle de estoque é importante por dois motivos: o retorno do investimento e a negociação de preços com os fornecedores. Quando você tem um bom controle, é possível investir apenas nos itens e quantidades de mercadorias que realmente fazem sentido para o seu negócio.

Já no segundo caso, ter uma gestão eficiente do estoque permite não apenas evitar mercadorias acumuladas, como prever o aumento de demandas.

Ou seja, seu negócio sempre ficará abastecido e você terá altos custos com a perda ou acúmulo de mercadorias.  

2 - Reveja despesas recorrentes

A gente sabe que colocar uma loja ou qualquer outro estabelecimento comercial para funcionar é sinônimo de despesas, e elas acabam não recebendo a atenção necessária. Se contas apertam, o varejista é pego de surpresa e então os cortes começam.

Mas, e se ao invés de cortar você reavaliar os seus gastos?

Pequenos hábitos no dia a dia como trocar as lâmpadas convencionais por LED podem ajudar a reduzir custos em sua loja.

Aqui o truque é mapear para economizar.

O sistema da sua loja pode ser atualizado e assim reduzir os gastos com processos manuais? É possível pedir condições melhores para os fornecedores? E os hábitos básicos, como trocar as lâmpadas convencionais por LED ou buscar soluções integradas para pagar menos taxas?

Muitas vezes, os gastos que parecem pequenos pode ser reduzidos ou eliminados, gerando assim uma grande economia, e mais lucro para o seu caixa.

3 - Cuide das suas finanças

Nós comentamos acima que é comum que o varejo acabe cortando despesas importantes quando algumas contas apertam, como é o caso dos gastos com marketing.

Mas, essa não precisa ser a decisão final para o seu negócio.

Quando você senta e faz um levantamento das suas finanças para criar um planejamento estratégico, é possível identificar várias outras respostas para o problema. O planejamento e o controle das finanças são fundamentais para vários processos. E a precificação é um deles.

Ao saber qual é o custo de cada produto e a margem de lucro que deseja, o varejista tem mais facilidade para definir o preço de venda. O mesmo vale para os investimentos.

Se você sabe quanto tem para gastar, é mais fácil definir no que pretende investir e, assim, evitar cortes prejudiciais ao negócio no futuro. Além de planejar, é importante ficar atento à execução e o controle das finanças.

Um exemplo que ocorre muito no varejo é o desconto de alguns centavos nas compras em dinheiro, causado pela falta de troco. Se o produto custa R$ 19,90, por exemplo, e não há moeda disponível para devolver ao cliente, o comerciante precisa, por lei, arredondar o valor para baixo.

O problema é que, de centavo em centavo, você acaba perdendo dinheiro.

A falta de moedas para troco é uma realidade comum nos comércios brasileiros.

A boa notícia é que já existem ferramentas para solucionar esse problema, como a Sled Troco, uma solução que permite que o troco seja entregue de maneira digital. Dessa maneira, o varejista não precisa perder moedinhas para garantir os troquinhos do clientes.

Além disso, a Sled também conta com várias outras soluções que podem ajudar reduzir despesas e melhorar o controle das finanças, como a Sled Pix, inovação que permite que o seu estabelecimento receba pagamentos por diversos meios, tudo em uma única conta.

E se reduzir custos é fundamental, que tal acrescentar renda ao seu negócio? Com a Sled Saque, seus clientes podem sacar dinheiro no seu PDV e você ganha por cada saque realizado. Você reduz a necessidade de inúmeras sangrias no seu dia a dia, e tem também uma solução rentável para o seu negócio.  

Investindo em soluções modernas como essas você pode dar um "upgrade" no seu negócio, tornando ele mais competitivo e lucrativo.

Assuntos

Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Ótimo! Agora, complete o checkout para acesso completo.
Bem-vindo novamente! Você fez login com sucesso.
Successo! Sua conta foi ativada, agora você tem acesso a todo o conteúdo.